Com gols de Pablo e do estreante Rony, Furacão chega a 27 pontos e sobe quatro posições na tabela. Bahia cai três colocações e fica na 14ª colocação

 

RESUMÃO

 

O JOGO

O Atlético-PR venceu o Bahia, na Baixada, com o brilho do atacante Pablo e a estrela do estreante Rony, que fizeram o placar de 2 a 0 na tarde deste domingo, pela 22ª rodada do Brasileirão. O Furacão controlou o jogo durante toda a partida na Baixada, mas teve dificuldades em encontrar o gol no primeiro tempo, principalmente pelas boas defesas do goleiro Douglas, que se machucou e não voltou para a etapa seguinte. A pressão seguiu no segundo tempo até que Pablo abriu o placar e depois deu o passe para que Rony fizesse em seu primeiro jogo com a camisa rubro-negra

 

DESTAQUEPRIMEIRO TEMPO

A primeira parte do jogo foi de domínio completo do Atlético-PR, que controlou o Bahia, teve mais posse de bola, atacou mais e ainda impediu que os visitantes conseguissem criar e finalizar jogadas ofensivas. O Furacão martelou o gol de Douglas, que fez grandes defesas desde os quatro minutos de jogo, no desvio do cruzamento de Renan Lodi para dentro da área, que tinha a cabeça de Nikão como destino certo.

 

A armação do Atlético-PR com os meias Nikão, Marcinho e Raphael Veiga seguia se movimentando muito, bagunçando a defesa do Bahia e ainda liberando Renan Lodi para atacar sem parar. O técnico Enderson Moreira não conseguiu reorientar o seu time para tentar diminuir a pressão, cabendo a Douglas fazer as defesas até se machucar e não poder jogar o segundo tempo

 

 

DESTAQUESEGUNDO TEMPO

O Bahia veio com mudança no gol após lesão de Douglas e e entrada de Nino Paraíba na lateral direita para tentar conter as descidas de Renan Lodi. O início da partida foi mais equilibrado, mas as melhores chances continuavam sendo do Atlético-PR, até que Pablo marcou aos 22 minutos, num belo lance. Ele recebeu de Nikão, deu um toque que tirou o marcador e mandou para o gol. O restante do jogo com o Bahia mais aberto foi de domínio total e gol do estreante Rony aos 32 minutos, com passe de Pablo. O restante da partida foi a manutenção do controle atleticano, enquanto o Bahia não conseguia mudar o panorama até o apito final

 

Publicado em Esportes

É consenso entre diretoria, comissão técnica e elenco que Dewson Freitas da Silva errou

 

O São Paulo vai fazer uma reclamação formal na CBF pela atuação do árbitro Dewson Freitas da Silva no empate por 1 a 1 com o Fluminense, neste domingo, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro.

 

A diretoria do São Paulo considera que o árbitro exagerou ao expulsar Diego Souza aos 33 minutos do primeiro tempo por uma cotovelada em Léo. O camisa 9 recebeu o vermelho direto (veja o lance abaixo).

 

Tanto o técnico Diego Aguirre quanto os jogadores do São Paulo acreditam que a expulsão, considerada injusta por eles, atrapalhou os planos do time no jogo.

 

Depois de sair em desvantagem com gol contra de Anderson Martins, o São Paulo conseguiu o empate em gol de cabeça de Tréllez, no segundo tempo.

 

Ainda líder do Brasileirão, agora com 46 pontos, o São Paulo se prepara para encarar o Atlético-MG, em Belo Horizonte, na próxima quarta-feira, às 21h45.

Publicado em Esportes


© 2018 Portal de Notícias e Guia Comercial



Todos os direitos reservados.

 

Desenvolvido por Interativo Negócios