Saúde e Beleza

Saúde e Beleza (3)

O cardiologista Dante Senra, do Hospitais Sírio-Libanês, explica qual o papel do colesterol no corpo, o que leva ao seu aumento e como controlá-lo

"Fazer atividade física é a única forma realmente eficaz de elevar os níveis de HDL, o colesterol bom, que faz uma verdadeira faxina nos vasos sanguíneos, retirando os excessos de gordura no sangue, abaixando os níveis de LDL, o colesterol ruim", explica o cardiologista Dante Senra, do Hospitais Sírio-Libanês. Segundo ele, o ideal é que se caminhe 150 minutos por semana, parâmetro da OMS para deixar de ser sedentário. Isso equivale a 30 minutos por dia

Cerca de 360 mil brasileiros com colesterol alto não sabem que têm, segundo estimativa do Instituto do Coração (InCor) do HC de São Paulo. O colesterol alto pode levar ao infarto e ao AVC (acidente vascular cerebral). Quem desconhece que tem o problema apresenta 30% mais risco de ser pego de surpresa por um infarto, inclusive antes dos 40 anos, segundo o cardiologista 

O colesterol tem um papel importante no organismo. Forma a parede das células, é matéria-prima para hormônios sexuais, participa da formação da vitamina D, faz parte da capa dos neurônios e colabora na digestão, segundo o cardiologista

Existe o colesterol “bom” e o “ruim”. O LDL, sigla de lipoproteínas de baixa densidade, é o “ruim”. Ele carrega o colesterol do fígado para o resto do corpo, mas costuma deixar parte dessa carga nos vasos sanguíneos, favorecendo a formação das placas. Já o HDL, lipoproteínas de alta densidade, o “bom”, faz o trabalho contrário, recolhendo a gordura acumulada nas artérias

Quem tem colesterol alto deve cortar frituras, mas o queijo e o ovo não precisam sair da dieta, segundo o médico. Os alimentos que apresentam muito colesterol e devem ser evitados são o queijo amarelo, a carne vermelha, frituras, alimentos processados, alimentos de microondas, pizza, alimentos com coberturas e bolachas recheadas

Já para abaixar o colesterol são recomendadas as carnes brancas, peixes de água fria e profunda, como arenque, sardinha, salmão e atum, aveia, pães integrais, farinha de linhaça, alguns temperos como alho, cebola e azeite, arroz e feijão em pouca quantidade, chocolate (quanto mais amargo melhor) e as oleaginosas, que ajudam a retirar as moléculas de colesterol, mas devem ser consumidas com moderação

Fatores genéticos também podem levar a um colesterol alto, além do sobrepeso. Por essa razão, mesmo quem não está acima do peso deve fazer exames para avaliar os níveis de colesterol no sangue, ressalta o cardiologista

Cerca de 70% do colesterol é fabricado pelo corpo e não adquirido por meio da alimentação. Como exerce papel fundamental no organismo, é gerado pelo próprio corpo para garantir seu estoque. Por essa razão, mesmo ao seguir uma dieta rigorosa, só será possível reduzir de 20 a 25% do seu nível, de acordo com Senra

O colesterol alto pode levar ao aparecimento de bolinhas de gordura na pele. O médico explica que se trata de uma afecção que acomete a pele por uma alteração dos lipídios do sangue ou de alterações locais do metabolismo da gordura. Podem surgir na pálpebra, cotovelo, articulações, tendões, joelhos, mãos, pés e nádegas  

O cardiologista explica que o tabagismo é mais perigoso para quem tem colesterol alto. O cigarro favorece a formação de placas nos vasos sanguíneos e, se houver excesso de gordura correndo pelo sangue, o risco de um entupimento se torna ainda maior 

Crianças podem ter colesterol alto. “Muitas vezes esse quadro tem início na infância”, afirma o cardiologista. Segundo ele, é importante dosar os níveis desde cedo, especialmente se houver uma questão genética

Para evitar os problemas causados pelo mau colesterol, o açúcar também deve ser consumido com moderação. “Indiretamente essa substância também leva o organismo a formar mais placas perigosas nos vasos sanguíneos”, afirma o cardiologista  

Foto: Pixabay

Fonte. Deborah Giannini, do R7

Segunda, 03 Setembro 2018 02:44

Receita de Suco para Melhorar a Imunidade

Escrito por

É muito importante estar com o sistema imunológico forte; afinal, é ele o responsável pela defesa do nosso organismo e nos ajuda a prevenir ou se recuperar mais rápido de gripes, resfriados e processos inflamatórios.

 

Em tempos de mudanças bruscas de temperatura, que fragilizam o corpo e aumentam a proliferação de gripes e resfriados, melhor sempre prevenir do que remediar.

Nosso Sistema Imunológico

Músculos, ligamentos, cartilagens, pele, cabelo e unhas são compostos basicamente de proteínas. Os anticorpos, soldados da imunidade responsáveis por reconhecer agentes infecciosos, também. Com isso, fica fácil entender por que comer bem é bom para a imunidade. Mas, apesar de a proteína ser considerada o nutriente-chave para melhorar a imunidade, estudos recentes já mostram que outros nutrientes também são importantes nesta defesa.

Ao contrário do que se pensa, treinos muito vigorosos fazem com que o corpo produza mais radicais livres, que podem danificar células sadias. Normalmente, o corpo tem soldados suficientes para lutar contra eles, mas se os antioxidantes (que têm como papel “proteger” as células) não estiverem disponíveis ou se a produção de radicais livres se tornar excessiva, podem ocorrer danos inflamatórios, gerando uma queda na imunidade.

São exatamente os radicais livres que aceleram o envelhecimento celular, podem precipitar o aparecimento de certas doenças e prejudicar o sistema imunológico, favorecendo o surgimento de vírus e bactérias. Por isso, a dieta também deve ser repleta de alimentos ricos em vitaminas e minerais com poder antioxidante. As vitaminas CD e E, o zinco, o selênioprobióticos, aminoácidos e ácidos graxos ômega-3 são alguns exemplos.

 

Receita do Suco

  • 1 beterraba pequena
  • 1 maça
  • 2 cenouras
  • 1 pedaço de gengibre
  • 1 pedaço de cúrcuma ou uma colher de chá de pó
  • 1 colher de sobremesa de semente de girassol
  • 1 punhado de hortelã

Modo de preparo: coloque todos os ingredientes no liquidificador e acrescente 500 ml de água. Bata bem. Em seguida, coe. Antes de beber, exprema ½ limão no seu copo de suco e beba em seguida. Para esse suco ser benéfico à saúde beba pelo menos 3 vezes na semana; pode ser em jejum ou entre as refeições.

Propriedades do Suco

Beterraba

beterraba possui vitamina C. A raiz também tem vitaminas A, B1, B2, B5, além de sódio, fósforo, cálcio, zinco, ferro e manganês, que colaboram para fortalecer o sistema imunológico, evitando a oxidação celular.

 

Maçã

maçã é rica em vitaminas B, C, E, potássio e fibras, que têm ação protetora em toda a mucosa digestiva. A maçã também tem um antioxidante conhecido como quercetina, que estimula o sistema imunológico para construir as defesas naturais do corpo.

Cenoura

O betacaroteno da cenoura, somado às vitaminas A, C, B2 e B3, além do fósforo, cálcio, potássio, sódio, antioxidantes e fibras, regulam o açúcar no sangue, fortalecem a saúde pulmonar e do cólon e também ajudam a aumentar a imunidade.

Gengibre

gengibre fortalece o sistema imunológico por ser rico em antioxidantes, ter propriedades antissépticas, antibacterianas e anti-inflamatórias. Estudos mostram que o gengibre combate a congestão nasal, gripes, resfriados, febre e vírus em geral.

Cúrcuma (ou Açafrão da Terra)

cúrcuma possui um composto chamado curcumina. Estudos têm mostrado que os curcuminoides de cor amarela (o principal composto ativo da cúrcuma) aumentam a capacidade antioxidante do corpo, combatem o envelhecimento precoce e doenças inflamatórias.

Sementes de Girassol

semente de girassol tem grande quantidade de vitamina E, que é antioxidante, ajuda a proteger as células do corpo contra substâncias tóxicas, radiação e os radicais livres.

Hortelã

A principal característica da hortelã é a desintoxicação. Ela tem a capacidade de potencializar a eliminação de toxinas causadoras de sobrecarga no organismo. Elas são transformadas em fezes, urina e bile e descartadas pelo sistema excretor.

A hortelã ajuda a aumentar imunidade e ainda ajuda a hidratar repondo sódio, potássio e diversos outros minerais que perdemos pelo suor ou urina.

 

 

Segunda, 03 Setembro 2018 02:41

Cuidados com a Pele Oleosa e Poros Dilatados

Escrito por

pele oleosa produz maior quantidade de secreção sebácea que o normal. Apresenta uma característica mais espessa, brilhante e úmida

 

Um dos principais motivos para que a pele seja oleosa é a herança genética. Porém, outros fatores podem contribuir com o aumento de atividade das glândulas sebáceas: alterações hormonais, excesso de sol, variações climáticas, estresse e alimentação inadequada.

Existe relação entre pele oleosa e acne?

Sim, existe relação. A acne é caracterizada por uma inflamação com aumento da produção de sebo e presença de bactéria associada, gerando cravos e espinhas. Apesar de existir uma série de motivos — que chamamos de fisiopatologia da acne — que influenciam no seu desenvolvimento, a grande maioria das pessoas com a doença possui pele oleosa.

Por outro lado, nem todo paciente que tem mais oleosidade evolui para um quadro de acne. Isso acontece por conta dessa fisiopatologia, que não envolve apenas o excesso de sebo como fator desencadeante.

Tratamento de pele

Um dos grandes problemas das peles mais oleosas são os poros dilatados. Eles tiram a uniformidade da pele e dão aspecto brilhante ao rosto. As glândulas sebáceas produzem mais sebo e deixam os poros dilatados. Eles ficam maiores porque não conseguem se livrar do excesso de secreção.

Além dos poros dilatados, a oleosidade causada pela produção excessiva de sebo pelas glândulas sebáceas também contribui para formação de acne, cravos e espinhas.

Como evitar os poros dilatados?

A melhor forma de prevenir o surgimento de poros dilatados é através da higienização adequada do rosto, aliado ao uso de produtos próprios para a pele oleosa. É preciso investir em dermocosméticos específicos para a limpeza. Uma boa alternativa são os que contêm os ácidos salicílico e/ou glicólico. Outros produtos também são úteis para o tratamento do quadro, como os que possuem ácido retinoico; assim como a água termal gelada e os esfoliantes.

 

  • Microdermabrasão: É uma esfoliação bastante extrema, indicada para quem os poros dilatados são um problema constante. A pele fica mais macia, os poros dilatados são reduzidos e algumas rugas e manchas secas são eliminadas. Por esta razão, é uma boa escolha para quem tem pele madura e problemas com os poros.
  • Laser: Os tratamentos com laser são normalmente utilizados como último recurso, uma vez que são bem mais caros. Porém, seus efeitos são melhores e mais permanentes. São realizados em clínicas privadas e spas médicos. O procedimento consiste em um feixe de luz direcionado diretamente para a pele. Se optar por esse método, evite o contato com o sol para não danificar a pele.
  • Máscara de Argila: A máscara de argila deve ser aplicada uma vez por semana e preparada com um dia de antecedência, para uma limpeza mais profunda da sujeira e gordura dos poros e absorção do excesso de óleo. Também reduz poros dilatados, porque os limpa.

Primer Facial

primer facial melhora a aparência dos poros dilatados de peles mistas/oleosas. Ele reduz imperfeições da pele quando usado antes da maquiagem e proporciona textura aveludada e acabamento perfeito. Prolonga o efeito do make e absorve as secreções naturais formando um filme protetor e mantendo a umidade (efeito hidratante). Pode ser usado antes da maquiagem.

 

 


© 2018 Portal de Notícias e Guia Comercial



Todos os direitos reservados.

 

Desenvolvido por Interativo Negócios